Open Hiring: como funciona este modelo de contratação no Brasil?

Open Hiring é um modelo de contratação que não depende de cargo, experiência e muito menos formação, mas sim a vocação para aprender a fazer a diferença na empresa. De fato, essa realidade parece um pouco distante, mas não é bem assim. Entenda como funciona e veja os exemplos. 

Você sabe o que é de fato o Open Hiring? Sem dúvida, a pandemia foi um dos fatores que mais transformou o mercado de trabalho, não existe um setor que tenha saído ileso do Covid-19, inclusive, o setor de recursos humanos

A princípio, o RH foi uma das áreas mais atingidas, tendo em vista que gestão de pessoas possui muitos processos diretamente ligados às pessoas e com muitas restrições e limitações de mobilidade, as empresas precisam mudar suas dinâmicas e processos. 

Por exemplo, atualmente o home office e o anywhere office já são uma realidade para muitas organizações. Ainda assim, outra opção é o open hiring, um processo de recrutamento que visa facilitar a contratação de funcionários. 

Além disso, o open hiring reduz muitas etapas do processo de seleção, pois como dissemos anteriormente, ele não se baseia no histórico do profissional. Quer entender melhor sobre esse assunto? Continue a leitura deste artigo! 

Veja os tópicos deste conteúdo:

  • O que é Open Hiring?
  • Como funciona o Open Hiring? 
  • Quais são os benefícios do Open Hiring? 
  • Quais são as desvantagens do Open Hiring?
  • Open Hiring no Brasil
  • A busca por Diversidade e Inclusão
  • Vale a pena investir em Open Hiring?

O que é Open Hiring?

contratação em modelo open hiring
Open Hiring

Antes de mais nada, a principal característica deste modelo de contratação é o fato de não ser levada em consideração a formação do profissional. No entanto, em seu conceito, o open hiring é um recrutamento aberto e não importa tais informações como:

  • se o indivíduo possui antecedentes criminais;
  • falta de experiência no trabalho;
  • ausência de formação superior;
  • entre outras informações. 

Dessa forma, algumas empresas no Brasil já estão abordando este método de contratação e dando oportunidades para aqueles que geralmente são “excluídos” em processos seletivos tradicionais. 

Além disso, empresas do exterior e multinacionais também estão adotando essa forma de contratar os profissionais, como por exemplo, The Body Shop, Greyston Bakery e Chain Logistics. 

Como funciona o Open Hiring?  

A princípio, o open hiring só possui uma regra definida: a ordem de chegada. Como assim? Pois bem, o primeiro profissional a se candidatar para a vaga, é o primeiro a ser contratado. 

Ou seja, diferente dos modelos tradicionais que possuem uma triagem, o open hiring é bem amplo. Por exemplo, a The Body Shop só faz três perguntas ao candidato:

  • Você está autorizado a trabalhar nos EUA?
  • Você possui condições de ficar em pé por até 8 horas?
  • E você consegue e pode levantar mais de 22 quilos?

Basicamente, a forma de contratação é simples, mas a estratégia de fazer isso é com a empresa. 

Quais são os benefícios do Open Hiring? 

Por ser um modelo de recrutamento aberto, de fato, o open hiring possui muitos benefícios, pois a sua visão de inclusão e diversidade é muito ampla. Então, veja agora todas as vantagens do open hiring!

Maior número de candidatos

candidatos ordem de chegada no modelo open hiring
Candidatos Open Hiring

Em primeiro lugar, quando se tem um cargo que não exige muitas informações do colaborador, como por exemplo, a experiência dele, o número de candidatos tende a aumentar naturalmente. 

Principalmente, se os possíveis funcionários puderem ser treinados pela organização para exercer suas atividades. 

Diversidade

À primeira vista a diversidade e a inclusão precisam estar envolvidas na cultura da empresa. No entanto, ao utilizar o open hiring é possível ter uma empresa mais diversa, já que as oportunidade são oferecidas para as minorias e quem tem menos acesso. 

Contratação rápida

Ao contrário de uma contratação tradicional, que precisa de muitos requisitos do colaborador até que a vaga feche, uma contratação aberta tende a ser mais rápida, justamente por não exigir tanto dos potenciais candidatos. 

Redução do índice de turnover

Como dissemos anteriormente, uma contratação aberta não leva em conta o que aconteceu na vida passada do colaborador, mas sim o que pode ser mudado para o futuro. 

Com isso, as empresas com o modelo open hiring dão as chances e, consequentemente, os colaboradores se tornam mais leais, por saber que a organização confiou no potencial e mudança deles. 

Sem dúvida, isso reduz a taxa de rotatividade na empresa. Por exemplo, a The Body Shop, utilizando o open hiring, reduziu 60% da sua rotatividade. 

Impacto na sociedade

Sem dúvida, o emprego é muito mais do que ter dinheiro para pagar as contas, mas é uma chance para que o indivíduo possa mudar de vida. Por exemplo, se tornar uma pessoa mais responsável e consciente.

Dessa forma, a contratação feita por open hiring visa contratar sem olhar o que passou, dando a oportunidade de termos uma sociedade mais justa e igualitária. 

Não basta exigir que a pessoa busque a oportunidade sem dar a ela a oportunidade.  

Quais são as desvantagens do Open Hiring?

A princípio, você já sabe todas as vantagens do modelo de contratação aberta, certo? No entanto, também existem algumas desvantagens que precisam ser levadas em conta ao escolher esse método. Entenda!

Riscos de segurança

De fato, o open hiring baseia-se na confiança de querer impactar positivamente a sociedade. Mas, tirar a avaliação de alguns requisitos dos candidatos pode ser uma problemática dependendo do indivíduo. 

Por exemplo, neste modelo de contratação nem os antecedentes criminais podem ser avaliados, mas dependendo do que foi feito, pode reduzir alguns riscos até para os outros colaboradores e clientes da empresa. 

Contudo, o foco é na esperança da mudança da pessoa. 

Viés diferente com Open Hiring

Dar a oportunidade para as minorias e grupos de menos acesso é entender que a empresa precisa adaptá-los a organização ou o contrário, afinal, muitas pessoas não têm o acesso à tecnologia. 

Além disso, alguns indivíduos possuem uma realidade diferente e quando a vaga foi aberta, eles estavam cuidando de filhos e esses fatores precisam ser levados em consideração. 

Open Hiring não é adequado para muitas ocasiões

Por fim, imagine um profissional que possui um currículo impecável, uma experiência de anos e formação? Para ele, é muito difícil a contratação ser feita por ordem de chegada, certo?

No entanto, é importante lembrar que o open hiring varia de acordo com as funções, por exemplo, ele só é voltado para funções em que o colaborador possa ser ensinado. 

Open Hiring no Brasil

Antes de mais nada, no Brasil, já existem algumas empresas trabalhando neste modelo de contratação e o alinhando com a cultura da empresa, tais como:

  • Nubank;
  • Danone.

Na Nubank, por exemplo, a prática se alinha perfeitamente com a diversidade envolvida na cultura da empresa. 

Com a Danone, não foi diferente, a empresa aderiu o open hiring há um pouco mais de dois anos e, agora, as pessoas podem se candidatar para qualquer vaga e a única informação são sobre as habilidades profissionais. 

Ou seja, não é necessário colocar informações de escolaridade, experiências, entre outros. 

A busca por Diversidade e Inclusão

Basicamente, podemos chamar o open hiring de uma “contratação às cegas”, certo? Pois ela é justamente para quebrar os padrões da sociedade. Por exemplo, em contratações profissionais, no Brasil, as pessoas contratadas são sempre:

  • brancas;
  • privilegiadas;
  • condições financeiras razoáveis a boas;
  • que estudaram em boas faculdades;
  • entre outros.

Por isso, o open hiring busca entender mais sobre as capacidades dos candidatos e não sobre quem ele foi, o que é um incentivo para que ele permaneça em crescimento, tanto profissional quanto pessoal. 

Vale a pena investir em Open Hiring?

De fato, para uma empresa com o método tradicional é muito difícil mudar para uma contratação aberta. No entanto, nem tudo deve ser levado a “ferro e fogo”, algumas mudanças no processo podem ser feitas. 

Entretanto, é fundamental dizer que o modelo open hiring abre portas e oportunidades para muitas pessoas. Dessa forma, os candidatos se sentem mais valorizados e confiantes, pois alguém está acreditando em sua capacidade. 

Além disso, as organizações que adotam esse método, costumam dar benefícios a esses profissionais, justamente pela precariedade de pessoas que antes, eram marginalizadas. 

Então, avaliando essas condições você saberá se é o momento de mudar o estilo de contratação da sua empresa, ou não. 

Como o QRPoint pode contribuir para a sua empresa?

A QRPoint chegou para garantir que sua empresa siga todas as normas da legislação, e para isso acontecer é necessário um sistema de controle de ponto com muita qualidade!

Dessa forma, garantimos que a equipe de RH da sua empresa trabalhará primordialmente na gestão de pessoas, pois cuidar do bem estar dos seus colaboradores faz toda diferença no desenvolvimento e produtividade da rotina de trabalho.

Isso só é possível porque a QRPoint cuida de todos os processos para você, oferecendo diversas vantagens aos seus colaboradores, como a possibilidade do controle de ponto online. Além disso, garantimos que tudo aconteça dentro do que a lei estabelece.  

No entanto, somos um software de controle de ponto online que além de permitir o registro de ponto em qualquer localização, também colaboramos para que a sua empresa cumpra todas as responsabilidades trabalhistas. 

É possível que em nosso sistema de controle de ponto sejam lançadas as informações sobre faltas, saldos negativos de horas trabalhadas, e até mesmo as horas extras de seus funcionários.

Ademais, você pode evitar que possíveis falhas humanas aconteçam no RH da sua empresa contratando os serviços de controle de ponto da QRPoint. Além de permitir que a gestão de pessoas do seu empreendimento cuide mais dos seus colaboradores.

Sendo assim, contrate a QRPoint como o sistema de controle de ponto online da sua empresa, e garanta a automatização dos processos com a melhor tecnologia de registro de ponto a cada atualização!

Como a QRPoint funciona?

Para dar início, nós fornecemos o registro rápido dos seus colaboradores no software de controle de ponto, reduzindo a dificuldade na hora de adotar o novo sistema.

Uma vez que tudo já estiver nos conformes, você vai poder aproveitar do app do gestor, um dos nossos maiores benefícios.

É através do aplicativo do gestor que você terá acesso a dashboards de indicadores, mostrando todos os colaboradores que estão dentro da organização trabalhando, além daqueles que estão de férias e muito mais!

Portanto, para garantir a estadia do colaborador dentro do local de trabalho, nós usamos os recursos de geolocalização para criar uma cerca digital que garante exatamente onde o ponto online ou o ponto offline está sendo registrado.

E pensando na segurança tanto do colaborador quanto do gestor, o controle de ponto é registrado através do reconhecimento biométrico do profissional. Nós também mantemos o banco de horas de todos os colaboradores, permitindo mudanças nele se necessário.

Entre em contato para tirar qualquer dúvida sobre o nosso sistema de controle de ponto com nossa equipe. Ficou interessado e quer os benefícios do QRPoint na sua empresa? Faça hoje mesmo um teste do controle de ponto gratuito e prove a facilidade de ter o cálculo de horas, adicionais e faltas feito automaticamente.

Não vai perder a oportunidade de automatizar a sua empresa com o melhor software de controle de ponto online, né? Saiba mais sobre o nosso controle de ponto em nosso site!

Você pode acompanhar mais conteúdos em nossas redes sociais: LinkedIn, Instagram e Facebook.

O que você perdeu? 

Contratação PcD: o que é, como funciona e quais são as regras?

Antes de mais nada, todas as normas e regras estipuladas para a contratação PcD funcionam como uma reparação histórica, tendo em vista que a sociedade ainda faz diversas exclusões, principalmente, no mercado de trabalho. 

Basicamente, a contratação PcD, prevista na legislação trabalhista, garante uma porcentagem de vagas para pessoas portadoras de algum tipo de deficiência. 

No entanto, existem algumas regras que devem ser respeitadas, como por exemplo, as doenças que são válidas e também o processo de desligamento.

De acordo com dados recentes levantados pelo IBGE, 8,4% da população brasileira acima de 2 anos possui alguma deficiência. Ou seja, isso gira em torno de aproximadamente 17,3 milhões de pessoas. (Levantamento feito em parceria com o Ministério da Saúde).

Além desses dados, muitos outros complementam os obstáculos da inclusão de pessoas com deficiência no mercado de trabalho, embora muitas empresas estejam abrindo portas e fazendo contratação PcD. Dessa forma, é possível tornar o mundo corporativo mais inclusivo. 

Mas afinal, a empresa é obrigada a contratar um funcionário com deficiência? Quantos colaboradores PcD’s uma empresa precisa ter? Pois bem, essas e outras dúvidas você poderá sanar ao ler o nosso conteúdo completo!

Conteúdo de gestão e RH toda semana no seu email?

Assine nossa newsletter e receba novos conteúdos direto na sua caixa de e-mail

Quer fazer um teste grátis do nosso sistema?

Gratuito e sem fidelização. Experimente agora a nossa ferramenta para automação do seu RH!

Gestão de Ponto: simplifique todas as etapas com a QRPoint!
Banner Posts

Conheça outros artigos relacionados

celular

Chegou a hora de dar adeus aos problemas de controle de ponto, digite seu email e comece agora!